- Ache os Cursos e as Faculdades certas para você! Clique aqui!

- Bolsas de Estudo - são mais de 1.200 faculdades oferecendo descontos de até 75%! Saiba mais!

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Home : notícias

Instituto do Cérebro do RS lança grupo para estudar o Zika vírus. Proposta é tornar o Instituto uma referência nacional no tema

Fonte: Imprensa PUCRS

18/12/2015



O diretor do Instituto do Cérebro do RS (InsCer/RS), Jaderson Costa da Costa, convocou profissionais e pesquisadores das mais variadas frentes para a criação do Zika Team, ou “time Zika”. São integrantes o próprio diretor; o pediatra Humberto Fiori; a neuropediatra e pesquisadora do InsCer Magda Lahorgue Nunes; o ginecologista e obstetra Pedro Zanella; o pediatra infectologista Marcelo Scottá e o neurorradiologista e pesquisador do Instituto Ricardo Bernardi Soder.

A proposta é tornar o InsCer um centro de referência para estudos de prevenção, diagnóstico e tratamento da doença, a partir de uma equipe qualificada e de equipamentos de alta tecnologia, importantes em um momento de tantas incertezas em relação à doença. “O que temos hoje é um quadro de mulheres aterrorizadas, em pânico. É mais do que simplesmente um agente que você possa facilmente eliminar, é um problema grave de saúde pública”, destacou Costa. Por essa necessidade, justificou o neurocientista, é que nasce o Zika Team, com a proposta de atuar em várias frentes. “A melhor maneira de combater uma epidemia como essa ou mesmo lidar com suas consequências é reunir pessoas da nossa Instituição com experiência em obstetrícia, medicina fetal e outras áreas, garantindo assim uma melhor e mais eficiente busca de soluções”.

No encontro, foram definidas questões como a regularidade das reuniões (semanal) e o convite de participação destinado a autoridades, como o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo, e o ministro da Saúde, Marcelo Castro. Serão buscados recursos para tornar o InsCer/RS uma referência no acompanhamento dos casos não só no Estado, como em todo País, pensando inclusive em como reabilitar crianças acometidas pela microcefalia. Outras informações, no site.





Versão para impressão     Enviar para um amigo